27 de out de 2011

Melhor Amigo



Talvez você estranhe ao ouvir quando eu disser
que eu já tentei ser mais para os seus olhos.
Você pode não entender quando eu disser
que você faz meu coração bater mais rápido em reação ao toque das suas mãos.
Talvez você não se importe com isso,
talvez você nem se importe comigo.
Eu só queria ter você aqui agora comigo.
Não só agora, mas a todo instante,
para que eu não sentisse tanto a tua falta,
para que meu coração não implorasse pelo teu sorriso.
Toda vez que você sorri pra mim,
que segura a minha mão,
que você sussurra no meu ouvido coisas que me provocam arrepios,
ele bate de uma forma irregular,
eu perco o ar,
perco a fala,
perco o chão.
Eu tento disfarçar, mas a forma como, constrangedoramente,
eu começo a gaguejar, me entrega.
Eu não consigo encontrar os teus olhos e você ri baixinho,
para que eu não me sinta mais constrangida ainda.
Será que já deu pra perceber que minha pernas estremecem só de te ver?
Que toda vez que você se aproxima eu não consigo respirar?
Todos já perceberam o efeito que você tem sobre mim.
Mas será que você já percebeu?
E se um dia eu te dissesse a verdade?
Que meu coração bate por você,
Que é em você que eu penso antes de domir.
Que é por você meu sentimento mais sincero?
Melhor amigo,
como eu queria que você fosse mais que isso

Nenhum comentário:

Postar um comentário